Os aplicativos são parte da vida de milhões de brasileiros e uma pesquisa apresentada pelo Google durante o App Summit 2019, evento do Google dedicado à indústria de aplicativos, aponta algumas tendência nesse setor.

Uma destas tendência é a dos “super apps”, que sao aplicativos que reúnem diversos serviços em uma única plataforma e que hoje já viraram tendência global.

A pesquisa revela que 80% dos brasileiros não sabem o que são super apps.

Mas quando o conceito dos “super apps” foi explicado aos consumidores, 45,8% afirmaram estar dispostos a baixá-los em seu smartphone, sendo que 20,3% fariam o download de imediato.

A maior parte dos entrevistados aponta como principal benefício dos super apps a redução do espaço ocupado na memória do smartphone, com 30,1% dos votos.

Isso se dá, pois a idéia é reunir em um mesmo app, serviços como conteúdo, venda de produtos e serviços, atendimento e pós venda, serviços de mensagens com a marca ou empresa, apenas como exemplo da capacidade dos super apps.

“O desafio não está apenas na aquisição destes usuários, mas em manter uma base fixa e engajada. É preciso gerar valor para permanecer relevante neste mercado”.

Ligia Cano, head de Apps para clientes de rápido crescimento do Google Brasil

Segundo o Google, os super apps representam mais uma opção para atender uma nova geração de consumidores, que busca agilidade na palma da mão.

Considerando as ferramentas que os usuários mais procuram em um super app, a troca de mensagens foi a opção mais escolhida com 44,8% dos votos, seguida de serviços de compras com 30,3% e serviços de delivery com 29,2% dos votos.

Em seguida, completam a lista os serviços gerais, como compra de passagens aéreas, agendamento de consultas médicas, serviços de mobilidade e serviços financeiros.

O Brasil registrou 7,3 bilhões de downloads em 2018 que geraram gastos US$530 milhões por consumidores, aumento de 75% em relação à 2016.

Apesar das limitações de acesso móvel dos brasileiros, indústria vê grandes possibilidades no mercado de “super apps”.

Para o empreendedor, um “super app” representa novas possibilidades de conquistar, fidelizar e reter clientes com promoções e vantagens, além de uma experiência mais rápida de compra e atendimento, em uma interface que traz comodidade para o consumidor.

Segundo outra pesquisa do Google, de março de 2019, 28% dos entrevistados querem resolver o que for for preciso de forma rápida; 19%, ter uma experiência melhor com o tempo; 18%, deseja ter uma tecnologia para ajudar na rotina; 33% dizem que pagariam mais para obter o que querem de forma mais rápida.

“Ampliar a oferta de serviços numa mesma plataforma tende a aumentar a frequência de uso de um app pelo valor gerado para o usuário. Entregar o máximo da conveniência deve ser o objetivo maior.”

Maíra Ramos, head de Apps para grandes empresas do Google Brasil

Números apresentados pela AppAnnie no evento também mostram um crescimento das vendas online proporcional ao uso de apps, alcançando US$ 5 bilhões gastos nas semanas da Black Friday e Cyber Monday em aplicativos para dispositivos Android no ano passado somente nos EUA.

“Um país com mercado maduro em adoção de dispositivos móveis e aplicativos, como os EUA, mostra o potencial de compra dos consumidores nos aplicativos.”

Larissa Neves, gerente de Customer Success da App Annie

Com todos estes dados e informações, vemos claramente que a indústria de aplicativos só tende a aumentar.

Os aplicativos mudaram a forma que os consumidores se relacionam com as empresas, e assim, também os aplicativos vão evoluir para trazer mais para estes consumidores e empresas.

Pin It on Pinterest