Este é um assunto complexo e extenso, e já vem sendo discutido a muito tempo pelo setor de mídia brasileira. As revistas precisam se reinventar no âmbito de negócio, e não podem mais pensar em alcançar seu público e ter sua fonte de receita somente na versão impressa.

Uma nova abordagem é criar um portfólio de produtos e serviços, e tratar a revista impressa como um produto do seu portfólio. O objetivo de criar esse portfólio é o de trazer novas possibilidades de receitas. É uma mudança grande, mas uma excelente oportunidade de negócios.

Alguns exemplos do que poderia ser o portfólio de produtos e serviços de uma “revista”:

  • revista impressa
  • revista digital no site
  • revista digital em aplicativos
  • edições especiais
  • encartes
  • guias
  • anuários
  • site
  • fan page no Facebook
  • fan page no Instagram
  • anúncios estáticos (site, revista, redes sociais)
  • anúncios interativos (site, revista, redes sociais)
  • email marketing
  • google adwords e facebook ads
  • vídeo, áudio
  • eventos
  • geração de conteúdo especializado
  • entre outros

Cada produto e serviço com seu preço diferenciado de acordo com a plataforma. Com isso, a venda de uma campanha publicitária pode ser abrangente e segmentada para cada tipo de anunciante. É negócio!

Também, na era digital, as revistas precisam utilizar cada vez mais plataformas de distribuição de seu conteúdo e se especializar muito nos assuntos da sua publicação, seja em esporte, política, aeromodelismo, música sertaneja, jardinagem, decoração de interiores, entre outros.

Com o nicho de atuação definido, e principalmente, conhecendo o seu público alvo, as revistas precisam aprofundar as matérias e reportagens e fazer curadoria de conteúdo com mais precisão, pois efetivamente é isso que trará mais relevância para sua publicação.

Apesar desse conceito ser inovador, ele não é novo. Há muito tempo se fala em atuar em nicho e ser especialista, seja em um produto, em serviços, em um site, em um blog, em um ecommerce, em uma revista.

Em resumo, as revistas precisam inovar em design, criar capas excelentes, trazer inteligência para o conteúdo, ser especialista e ter autoridade sobre determinado assunto, avançar em novos formatos, buscar todas as possibilidades de chegar a seu público, e tudo isso vai muito além da revista em papel.

O cenário é de crise e todos os segmentos estão buscando formas de inovar, reduzir custos e se reinventar. Assim, também é uma excelente oportunidade para as revistas entrarem nesse processo e transformarem seu negócio. Os insights acima são excelentes pontos para iniciar uma discussão com sua equipe e definir uma estratégia.

Mas não pare somente na estratégia. Defina e executar as tarefas para atingir os objetivos. A estratégia é de médio / longo prazo, mas as tarefas e objetivos são para hoje, para que se possa avaliar os resultados amanhã, na próxima semana ou no próximo mês. Corrigir e avançar novamente. Na internet e no mobile, tudo acontece muito rápido. É hoje. É difícil, eu sei, ainda mais em um cenário de crise.

Vamos publicar.

Pin It on Pinterest